17 de junho de 2010

V Jornadas de Prevenção de Segurança Rodoviária

No dia 16 de Junho, os alunos da EB1/JI de Tamel S. Pedro Fins participaram nas V Jornadas de Prevenção de Segurança Rodoviária, organizadas pelo Gabinete de Ambiente da Câmara Municipal de Barcelos.
Após a apresentação dos trabalhos vencedores no âmbito do Projecto “Crescer em Segurança”, os alunos puderam participar nas actividades programadas para o período da manhã: peddy-paper rodoviário, em que participaram quatro alunos do 4º ano e receberam um prémio; escola móvel de trânsito; insuflável; visita a uma exposição.
De tarde, os alunos tiveram a oportunidade de assistir a apresentações por parte da GNR (Unidade Cinotécnica), da PSP (simulação de uma operação STOP) e dos Bombeiros (actividade de “desencarceramento” por parte dos Bombeiros Voluntários de Barcelinhos; actividade de “socorro à vítima” por parte dos Bombeiros Voluntários de Barcelos).
Foi um dia bem divertido, mas também instrutivo!



15 de junho de 2010

Centenário da República - EB1/JI de Tamel S. Pedro Fins

No âmbito das comemorações do Centenário da República, os alunos do 3º e 4º anos da EB1/JI de Tamel S. Pedro Fins realizaram alguns trabalhos. Desta forma, elaboraram dois cartazes - um sobre a mudança de regime intitulado "Da Monarquia à República" e o outro sobre a simbologia presente na bandeira nacional. Este cartaz é acompanhado por uma bandeira feita com bolinhas de papel crepe.



14 de junho de 2010

Visita de Estudo da EB1/J.I de Quintiães ao Pavilhão da Água

No passado dia 4 de Junho, os alunos de Quintiães fizeram uma visita de estudo ao Pavilhão da Água que fica situado no parque da cidade do Porto. Tudo o que lá vimos está relacionado com a água: experiências, maquetes, efeitos, ilusões de óptica, formação das ondas do mar, ciclo da água, ciclone no mar...
Ficámos encantados com esta visita pois fizemos experiências interessantes com a água. A guia que nos acompanhou nesta visita teve o cuidado de nos chamar a atenção para a importância da água na Natureza e na vida de cada um de nós. Estavam cartazes expostos que nos davam a conhecer que cada vez há menos água potável e que por isso precisamos de poupá-la e de saber utilizá-la. No exterior do pavilhão estão uns chafarizes que funcionam com energia solar. Para isso estão instalados painéis solares que nós rodávamos (mais ou menos virados para o Sol) e os chafarizes deitavam mais ou menos água, conforme a quantidade de Sol que os painéis recebiam.
Foi uma visita diferente, interessante e divertida, acompanhada de um Sol radiante que nos alegrou até chegarmos a Quintiães.




EB1 DA SILVA - FESTA DE FINAL DE ANO - 2010

No dia 11 de Junho a nossa escola , em conjunto com o Jardim-de-infância e com a ajuda da Associação de Pais, realizou no Salão do Centro Social de Cultura e Recreio da Silva a Festa de Final de Ano.

Este ano realizou-se mais cedo a pedido da Junta de Freguesia que comemorava nesse fim-de-semana o dia da Freguesia da Silva.

Foi uma festa muito bonita, as turmas apresentaram danças, canções, teatros e foi realizada a cerimónia de entrega dos diplomas e livros de finalistas aos alunos da turma 1 da Pré e do 4.º ano da EB1.







Por fim, foram entregues pelo Sr. Presidente da Junta, as bolsas de mérito ao melhor aluno de cada turma.


Cada bolsa consiste num prémio monetário no valor de 100 Euros mais 50 euros em material escolar.




Os vencedores foram os seguintes:




1.º ano- Clara Costa


2.ºano - Beatriz Costa


3.º ano - Alexandra Cerqueira


4.º ano - Gilberto Costa


Parabéns aos vencedores, mas os que não conseguiram chegar ao pódio, não desistam, pois com esforço, empenho e estudo poderão lá chegar.



EB1 da SILVA - Visita de Estudo ao Jardim Zoológico da Maia

No dia 9 de Junho os alunos, professores e auxiliares da EB1 da Silva foram visitar o Zoo da Maia. Foi um dia muito divertido e interessante.

Os alunos puderam ver de perto alguns animais selvagens e domésticos, mas o que mais gostaram foi do espectáculo do leão-marinho.
















11 de junho de 2010

"Literatura definicional"

No âmbito do Plano Nacional de Leitura, os alunos do 3º e 4º anos leram e exploraram alguns Contos da Terra do Dragão de Wang Suoying e de Ana Cristina Alves.
O conto “Deitar água no buraco para recuperar a bola” foi objecto de um trabalho diferente, ou seja, a partir deste conto, os alunos produziram outro, aplicando um activador criativo denominado “literatura definicional” que consiste em substituir as palavras-chave, previamente seleccionadas pelos alunos, pela sua definição existente no dicionário. Desta forma, os alunos praticaram a consulta do dicionário e a estruturação frásica. O resultado é um texto naturalmente mais extenso, mas que exige um sentido de descoberta para quem o lê sem ter lido o texto que o originou.
Aqui fica registado o texto original e o texto produzido pelos alunos.



"Deitar água no buraco para recuperar a bola"

«Em dia de jogo de futebol, a rapaziada fervilhava. Havia sempre um que ficava encarregado de levar a bola para o campo de futebol. As bolas antigas eram muito engraçadas. Feitas de pedaços de couro cosido e recheadas de penas, possuíam uma forma esférica e, dada a leveza das penas, saltavam facilmente.
Nesse dia, o jogo começou, mas foi logo interrompido porque a bola se escapuliu por um buraco formado pelas raízes duma árvore milenária.
Os meninos tentaram mãos, bambus, picaretas e insultos para recuperar a bola, mas tudo foi inútil. O buraco era recurvado, fundo, e estava bem protegido pelas raízes da árvore. Ao que parecia, o jogo tinha terminado.
Enquanto os outros pinoteavam à volta da árvore, Wen Yanbo observava a cena. Nisto, teve uma ideia.
- Corram depressa à casa mais próxima e tragam alguns baldes com água.
- Porquê? - quiseram saber os amigos.
- Agora não há tempo para explicar - volveu o rapaz. - Voltem o mais rápido possível!
Passado não muito tempo, os rapazes estavam de volta com dois baldes cheios de água. Wen Yanbo despejou o conteúdo de um deles no buraco, mas nada sucedeu. Verteu o segundo e logo apareceu a bola a bailar naquela boca da terra.
-Bravo! Bravo! - aplaudiram, na maior das algazarras, os amigos de Wen Yanbo. Pouco depois o jogo recomeçava.»

in Contos da Terra do Dragão, Wang Suoying, Ana Cristina Alves



Deitar o líquido incolor, transparente, insípido e inodoro composto por H2O na abertura para recuperar o objecto esférico utilizado na prática de desportos

No período durante o qual a Terra dá uma volta sobre o seu eixo, houve uma actividade lúdica em que onze jogadores de cada equipa procuravam marcar um golo na baliza contrária. Um bando de rapazes fervilhava. Havia sempre um que ficava encarregado de levar o objecto esférico para o espaço delimitado destinado a uma actividade desportiva. Os objectos esféricos usados no passado tinham muita graça. Feitos de pedaços de pele espessa de alguns animais cosida e recheados de plumas, possuíam uma forma redonda e, dada a leveza das plumas, saltavam sem esforço.
Nesse período durante o qual a Terra dá uma volta sobre o seu eixo, a actividade lúdica começou, mas foi logo interrompida, porque o objecto esférico fugiu por uma abertura formada por um órgão de uma planta grande, com tronco grosso, duro e alto, do qual nascem ramos e folhas, e que tem mil anos ou mais.
As crianças de sexo masculino tentaram com as extremidades dos seus braços com cinco dedos, com plantas tropicais, lenhosas que têm um caule muito resistente, com utensílios de ferro, com duas hastes aguçadas e levemente curvadas, próprias para as escavações e com ofensas para recuperar o objecto esférico, mas tudo foi desnecessário. A abertura era muito curvada, funda, e estava bem protegida pelos órgãos da planta grande. Ao que parecia, a actividade lúdica tinha terminado.
Enquanto os outros davam pinotes à volta da planta grande, Wen Yanbo observava o acontecimento. Nisto teve um pensamento
- Corram depressa à construção destinada à habitação que esteja mais próxima e tragam alguns vasos com a boca mais larga do que o fundo, com o líquido incolor, transparente, insípido e inodoro.
- Porquê? - quiseram saber as pessoas que têm uma relação de amizade com as outras.
- Agora não há tempo para explicar – respondeu a criança do sexo masculino. - Voltem o mais rápido possível!
Passado não muito, as crianças do sexo masculino estavam de volta com os vasos de boca mais larga que o fundo cheio de líquido incolor, transparente, insípido, e inodoro.
Wen Yanbo despejou aquilo que está contigo num dos vasos na abertura, mas nada aconteceu depois.
Entornou o segundo e logo apareceu o objecto esférico a dançar naquela entrada da parte sólida da superfície terrestre.
- Bravo! Bravo! – aprovaram com aplausos na maior das gritarias, as pessoas que tinham com o Wen Yanbo uma relação de amizade. Pouco depois a actividade lúdica recomeçava.

Trabalho colectivo – 3º e 4º anos

5 de junho de 2010

Dia Mundial da Criança - EB1/JI de Tamel S. Pedro Fins

No Dia Mundial da Criança lemos o conto Uma Aventura na Terra dos Direitos de Paula Guimarães. A partir deste conto e de um PowerPoint, falámos sobre os nossos direitos, mas também obrigações. Pintámos desenhos e fizemos um painel, no qual participaram todos os alunos da escola, incluindo as crianças do Jardim-de-Infância. Este painel encontra-se afixado na nossa escola.
De tarde fizemos um jogo - A estafeta dos bêbados. Adorámos!
No final das aulas comemos um gelado, oferecido pela Junta de Freguesia. O nosso obrigado!



4 de junho de 2010

Dia Eco- Escola - EB1/JI de Lijó


A nossa escola comemorou o Dia Eco - Escolas no dia 4 de Junho, dia anterior ao Dia Mundial do Ambiente (5 de Junho -sábado). A comemoração envolveu a participação na Semana da Criança e do Ambiente 2010, promovida pela ANA Aeroportos - Porto. Os alunos participaram em jogos que envolviam a separação de resíduos, brincaram em insufláveis que representavam diversos habitats de animais, participaram em jogos tradicionais e actividades radicais.
Todos os alunos receberam orgulhosamente um certificado de participação atestando que concluíram “com sucesso todas as missões de combate à poluição e preservação do Planeta Terra”.

Da parte da tarde a viagem de estudo continuou com a visita ao Park & Zoo de S. Inácio- Gaia. Lá os alunos puderam estudar vários habitats (o Lago Central, a Estufa Tropical, a Ilha dos Lémures e a Zona Africana) e os animais que neles vivem. Ficaram a conhecer melhor animais muito diferentes entre si como o Canguru de Benette, o Abutre de Rupel, as Baratas Assobiadeiras, a Cobra-tigre e o Crocodilo Poroso. Tratou-se de um ambiente excelente para recordar que este é o Ano Internacional da Biodiversidade. Foi também o dia perfeito para, entre outras, se entoar repetidamente a Canção Eco-Código.

Posteriormente, os alunos levaram para casa um panfleto alusivo ao Dia Mundial do Ambiente. Em parceria com a empresa Tabique Engenharia - Braga, foi feita uma campanha de sensibilização ambiental à restante comunidade educativa. O panfleto, para além de uma perspectiva histórica sobre a comemoração do Dia Mundial do Ambiente, apresentava algumas dicas ambientais sobre energia, água, resíduos e mobilidade sustentável.











Visita de estudo - EB1/JI de Tamel S. Pedro Fins

No dia 28 de Maio fizemos a nossa visita de estudo a Vila Nova de Cerveira.
Fomos à Casa da Aldeia, onde nos foi explicado, mais uma vez, o ciclo do pão. No final fizemos pão com chouriço. Depois visitámos a quinta e pudemos alimentar os animais. Aprendemos muitas curiosidades acerca deles e também sobre algumas plantas.
De tarde visitámos o Aquamuseu e tivemos a oportunidade de ver uma lontra. Foi também uma visita muito interessante.
Aqui ficam as nossas fotos...



2 de junho de 2010

E.B. 1 de Aguiar - Concurso LIDL

Há uns meses atrás tivemos conhecimento de um concurso promovido pelo LIDL para o dia da criança. Os prémios eram aliciantes, pois era uma visita ao ZOO da Maia para o 1º prémio, e um cabaz de compras do LIDL no valor de 70€ para o 2º ao 15º prémio.


Assim pusemos mãos à obra e fizemos um cartaz para participar. O cartaz tinha de ser feito com o jornal"A dica da semana" e com caixas dos cereais crownfield. Como tínhamos falado do ano Internacional da Biodeversidade, e tínhamos estado a fazer dobragens em papel, associamos todas essas experiências e depois de um dia de trabalho tínhamos o nosso cartaz pronto.


A nossa professora foi que levou o cartaz, pois era muito grande para ir pelo correio.


Um mês depois recebemos a notícia que tínhamos ficado entre os 15 melhores trabalhos, foi só esperar pelo dia 1 de Junho para recebermos o nosso prémio!


O nosso cartaz era muito bonito, como podem ver pela foto!!